O parto domiciliar da Jaque - fotos de parto

Antes de mais nada eu preciso dizer que as cenas a seguir são fortes. Provavelmente a maior força que existe dentro de uma pessoa: dar à luz. E a segunda coisa que preciso dizer é para que vocês sigam a Jaque no Instagram, porque ele postou muitas fotos maravilhosas, além do relato de parto completinho.

Quando eu cheguei na casa da @jaqueclemente, a @equipe9luas já estava lá. Peguei meu equipamento e, como em todos os trabalhos, comecei a absorver o clima do momento. Era 3:15h e parecia um ensaio de dança. Mãos passavam, hora pra dar apoio, hora pra fazer massagem, hora pra escutar o coraçãozinho do Ícaro, que ritmava a coreografia.


"Ele está ótimo, você está indo muito bem, você consegue". Eu lembro de ter escutado muito essas frases no meu parto também e acreditem, elas são nossa força pra continuar ali, dançando.


O Arthur, filho mais velho, dormia no outro quarto. Numa caminhada ao redor da mesa o Ícaro resolveu que já estava na hora. Se abaixa, mais algumas contrações e ele chegou. Na cozinha. Sem nenhuma intervenção, mas com muito apoio.


"Ele tem orelha", foi o que a Jaque disse. Quando a Anne nasceu eu disse algo bem parecido. E logo em seguida ela disse: oi Adri!


Foi essa a minha primeira experiência com um parto que não era o meu. Uma experiência que selou a minha própria história com o nascimento. Tudo o que vem depois disso é um novo capítulo.


Parto domiciliar em Curitiba: @equipe9luas / Raquel Colaço (que também esteve presente no meu parto).



74 visualizações0 comentário